DESMONTAGENS

Convidamos cinco artistas que transitam entre música, literatura, teatro, dança, artes visuais, performance e cultura LGBTQIA+ para compartilharem seus processos de criação em desmontagens de espetáculos, gêneros, movimentos e ideias.

Acessível em Libras

PROGRAMA:

Desmontagem

NEGRO DE ESTIMAÇÃO

Kleber Lourenço

O encenador, ator e bailarino Kleber Lourenço compartilha o processo de criação do solo de teatro-dança “Negro de Estimação”, cuja dramaturgia se desenrola partindo da ação dramática existente nos textos do livro “Contos Negreiros”, de Marcelino Freire. O corpo se desdobra em personagens que contam suas estórias e em movimentos fragmentados do universo das manifestações populares, abordando questões como identidade racial, religiosidade, exploração sexual, violência e racismo, permeadas com humor, acidez e poesia. A codireção é de Marcondes Lima.

Após a desmontagem, haverá bate-papo com o público, mediado por Galiana Brasil.

25/8 – quarta-feira – 20h

Classificação etária: 16 anos

Reserve seu ingresso até 23/8: CLIQUE AQUI.

 

Desmontagem

EVOCANDO MORTOS – POÉTICAS DA EXPERIÊNCIA

Tânia Farias

A desmontagem “Evocando os mortos – Poéticas da experiência” refaz o caminho do ator na criação de personagens emblemáticos da dramaturgia contemporânea. Constitui um olhar sobre as discussões de gênero, abordando a violência contra a mulher em suas variantes, questões que passaram a ocupar centralmente o trabalho de criação do grupo Ói Nóis Aqui Traveiz. Desvelando os processos de criação de diferentes personagens, criadas entre 1999 e 2011, a atriz Tânia Farias deixa ver quanto as suas vivências pessoais e do coletivo Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz atravessam os mecanismos de criação. Através da ativação da memória corporal, a atriz faz surgir e desaparecer as personagens, realizando uma espécie de ritual de evocação de seus mortos para compreensão dos desafios de fazer teatro nos dias de hoje.

Após a desmontagem, haverá bate-papo com o público, mediado por Galiana Brasil.

8/9 – quarta-feira – 20h

Reserve seu ingresso até 6/9: CLIQUE AQUI.

 

Desmontagem

DES MORFOSE

Uýra Sodoma

Mutar é a arte de anunciar Movimentos. Mover-se é a essência de tudo o que vive. Por transferência, Uýra convida elementos à composição de seu corpo, que se transforma a cada chegada. O corpo suporte narra em voz própria a história de cada parte, do que foi vivo, pra falar de Vida, retroalimentada – é abandono de uma estrutura antiga, convite à uma nova forma de Ser -, costura de uma materialidade efêmera. Morfose é voz pela forma em rito. O artista  visual indígena Emerson desencarna Uýra Sodoma, árvore que anda e atravessa suas falas em fotoperformance e performance, manifestação em carne de bicho e planta que se move para exposição e cura de doenças sistêmicas coloniais.

Após a desmontagem, haverá bate-papo com o público, mediado por Galiana Brasil.

29/9 – quarta-feira – 20h

Reserve seu ingresso até 27/9: CLIQUE AQUI. 

 

Desmontagem

O BARULHO DAS FAVELAS: UMA DESMONTAGEM DO FUNK

Thiagson

Funk é audição, dança, canto e invasão de sentidos. Um dos gêneros musicais mais ouvidos no Brasil e o mais escutado em países estrangeiros, ainda encontra dificuldades para a compreensão de sua cultura diversa, rica e, às vezes, contraditória. Em uma aula-espetáculo, Thiagson, pesquisador e doutorando em Musicologia, provoca o público à desconstrução de ideias pré-concebidas que perseguem o movimento funk. A partir da desmontagem do processo de criação de um hit, disseca tudo o que acompanha esse universo: dança, roupa, linguagem, gestos, estética e visão de mundo.

Após a desmontagem, haverá bate-papo com o público.

27/10 – quarta-feira – 20h

Reserve seu ingresso até 25/10: CLIQUE AQUI.

 

Desmontagem

A NÃO SER

Giovanni Venturini

Partindo de perguntas e de uma reflexão cotidiana sobre sua própria condição e os diferentes olhares que recebe, Giovanni Venturini criou um ato poético que aborda a questão do nanismo como dispositivo para a criação. A peça, fruto do livro homônimo lançado em 2015, integra diversas linguagens, como dança, poesia, teatro e circo, a fim de contextualizar o universo explorado pelo artista. Nesta desmontagem inédita, além de conhecer a fundo o processo criativo da obra, o público trilha um percurso que passa por definições técnicas, pragmáticas e lúdicas, mostrando o universo mágico e, muitas vezes, estereotipado, que estão acostumados a enxergar a pessoa com nanismo.

Após a desmontagem, haverá bate-papo com o público.

24/11 – quarta-feira – 20h

Reserve seu ingresso até 22/11: CLIQUE AQUI. 

Voltar
Ícone Social Facebook Ícone Social Instagram Ícone Social Youtube

Apoio

Logo de apoiador Logo de apoiador Logo de apoiador Logo de apoiador

Realização

Logo de gestor

 

Logo de gestor Logo de gestor